sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Smash Literário de Outubro!

   Ainda tentando colocar as coisas em dia. Em outubro as metas para leitura foram: um livro que marcou minha adolescência e um livro que me fez chorar. Gente, foi um dos meses mais divertidos do projeto. O esforço coletivo para chorar com um livro deu muito que falar lá na página do facebook.
   Mas, "first things first"! Na minha adolescência, ,lá pelos 16, eu já tinha lido quase todos de Agatha, Conan Doyle, todos os Drummond que consegui colocar a mão, Christiane F. (escondido de meus pais, o livro e o filme), Dostoiévski, George Orwell, Garcia Marques, sem falar dos nacionais, Machado de Assis, José de Alencar, Aluísio de Azevedo, etc. etc. etc. Aí peguei Entrevista com o Vampiro e dei início a um vício. Gente, depois do original Drácula (Bram Stocker) esse é O livro sobre vampiros. Vampiros são assim, maus, desesperados, com crise de consciência, assassinos por natureza, predadores.

   Anne Rice, essa senhorinha sorridente com cara de inofensiva, conseguiu criar os vampiros mais legais desde Drácula. Eu não poderia deixar de colocar uma foto do filme... afinal, Brad Pitt e Tom Cruise juntos na mesma cena, vamos combinar... Ah! Só para constar: eu li a série Crepúsculo sim. se quiserem um grande livro sobre vampiros leiam Os Sete, de André Vianco. Pura vampiragem brasileira de altíssima qualidade!
   Agora o livro que me fez chorar. Sabe quantos livros tive que ler para cumprir essa meta? Estava numa fase totalmente seca! Li O Melhor de Mim, de Nicholas Sparks e resolvi que talvez não compre outro livro dele. Li Como Eu Era Antes de Você, de Jojo Moyes... muito bom, mas cadê lágrimas? Li O Diário de Suzana para Nicholas, de James Patterson, lindo demais, mas mantive os olhos secos, acho que foi porque não gostei muito do final. Então cheguei a Dançando Sobre Cacos de Vidro de Ka Hancock e a represa transbordou. Chorei tanto que soluçava. Lindo, triste, muito bom.
   Fico imaginando o que eu faria se estivesse no lugar do personagem. Pois uma das coisas que me abala muito é pensar em não ver meu filho crescer.
   Hoje fico por aqui amigos. No final do mês volto com a meta de leitura de novembro, ou, a qualquer momento, com novidades. Beijo grande.